• Flavio Veloso

Papo Reto sobre equipamento (parte 01)


E que muitos fotógrafos odeiam!


Amanhecer na Vista Chinesa com Raios

Sempre que recebo mensagens elogiando as minhas imagens, me preparo para pergunta seguinte: que equipamento você usou? E isso é uma sinuca de bico para mim. Fico todo desconfortável para responder. Ao mesmo tempo que sou radicalmente contra fica escravo de equipamento, também sou da opinião que equipamento faz foto sim. Não entendo porque só na fotografia isso é pecado. O piloto de fórmula 1 quer ter o melhor carro (coitado do Schumacher), o médico quer ter a aparelhagem mais moderna possível, o mergulhador quer ter o equipamento mais moderno e seguro… e por ai vai. Mas o fotógrafo? Não, o fotógrafo não. O fotógrafo poder ter uma Nikon F de 1970 porque quem faz a foto é o olhar, a sensibilidade, o talento… ohhh... Besteira! Equipamento faz foto sim e isso não desmerece em nada quem tem um bom equipamento, domínio da técnica e tem sobretudo talento. Muito menos quem não tem um bom equipamento e dá nó em pingo d’água para se virar, com muita técnica e muito talento. Quem fala isso, que equipamento não é importante, normalmente tem um senhor equipamento na mão. Tente fazer espetáculos de ballet ou teatro PROFISSIONALMENTE sem um lente clara ou uma câmera que te permita usar um ISO alto. Vá fazer amanhecer, entardecer ou cachoeiras dentro de uma floresta densa sem um tripé e me diz. Vá para África com uma grande angular e volte (vivo…rs) com uma foto, sem ser paisagem, de um grande felino ocupando o quadro todo.

Mas sem querer parecer contraditório com tudo que escrevi acima, em sala de aula vivo batendo na tecla de nunca ficar escravo do equipamento.

Dois casos que aconteceram comigo.

Estava na casa de um amigo, cravada no meio da floresta no Parque Nacional de Itatiaia, famoso por ter muitas espécies de pássaro. Paraíso dos birdwhatching. Apesar dos pássaros estarem muito próximos e literalmente ignorarem a nossa presença (estávamos de tocaia), eu estava “só” com uma 200mm e como minha câmera não tem crop, 200mm é 200mm. Com isso, eu não fazia nem cosquinha para encher o quadro com o bicho! O que fazer? Parar de fotografar porque eu não tinha uma 600mm? Não. Como minha lente limitava muito a aproximação dos pássaros, comecei a fazer composições em que eu pudesse trabalhar com os pássaros sem ser fechados neles. Comecei a compor eles com o ambiente. Comecei a colocar dois, três pássaros na composição. Comecei a procurar os pássaros realmente grandes (jacutinga) para que eu pudesse encher o quadro com ele. Pronto. Resolvido.



E olhei para o lado e vi meu amigo se matando com uma 18-55 e me lembrei que ele tinha uma 75-300mm na mochila.

– Cara, vc não tem um 300mm ai? Com crop vira uma 460. Porque não está usando?

– Não, não… É da Sigma. Sigma é ruim.

– Porra nenhuma cara. Coloca essa lente ai, faz as fotos dos passarinhos e vai ser feliz.

O camarada não tinha nenhuma pretensão profissional, estava em um momento de lazer, tinha lá uma Sigma pé de boi 300mm, uma situação completamente favorável e não usava pq foi pego nessa neura do equipamento. De que só poderia fazer uma foto decente se tivesse uma 600mm 2.8 Zeiss!


Outra vez estávamos fazendo um amanhecer em algum local aqui no Rio (realmente não me lembro onde) e um amigo que estava no dia comigo, vendo as fotos depois no facebook comentou que adoraria ter uns filtros iguais aos meus para fazer aquelas imagens. Eu usei nesse dias alguns filtros de densidade neutra. Uso HOJE os da LEE, considerado de excelente ótica. E me lembrei que ele também tinha filtros de densidade neutra na mochila. E lógico que questionei ele.

-Se você tinha os mesmos filtros que eu, porque não usou eles?

-Ahhhhh os meus não são da LEE!

Sério isso?

Então por favor, não fiquem escravos disso. 90% das minhas fotos poderiam ter sido feitas com qualquer equipamento. Qualquer!!! Sempre indico aos alunos que querem se divertir, que não teem pretensões imediatas de se tornarem profissionais (e aos que tem também), que comprem a câmera reflex básica mais atual possível (por causa da tecnologia agregada) com uma lente versátil (tipo 18-135) e um bom tripé se a sua praia for outdoor, ou um flash se for eventos. Se seu bolso te permitir investir um pouco mais, compre uma boa lente versátil como uma 24-70mm 2.8 (que provavelmente te acompanhara boa parte da vida), ou uma 24-105 4.0, ou um conjunto de filtros se você gostar de outdoor.

Apenas “ter” uma “D900” ou a “MK5” não fará as suas fotos melhores. Acredite.

A continuação desse artigo pode ser acessado aqui.

Até a próxima e boas fotos!

Flavio Veloso


》》》Quer receber conteúdo com dicas, como fazer, bastidores, promoções e muito mais sobre fotografia, arte, cultura e viagens?! Então venha! Faça parte da Lista de Transmissão do Fotógrafo Flavio Veloso / Indizível Expedições.《《《

CLIQUE AQUI

#tecnica #bastidores #fotografia

Você pode enviar um email para flavioveloso@gmail.com ou preencher o formulário:

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon