Prezados,

 

Obrigado por fazerem parte dos novos integrantes que estarão na Expedição Fotográfica Três Picos Indizível. 

 

Vou escrever algumas linhas para pequenos ajustes finos. Qualquer dúvida, por favor, me avisem.

TAMANHO DE SUA BAGAGEM

Será apenas dois dias e uma noite de frio intenso, em um refúgio fechado para os nosso integrantes, sem nada ao redor. Garanto muita informação, muito aprendizado, muitas risadas mas não será uma viagem assim de Lazer com L maiúsculo. Então aquela roupa de sair, aquele sapato a mais, aquele perfume, pode ficar em casa. Falo isso para orientar a fazer as malas nos ajudando na limitação de tamanho físico para transporta-las, tendo em vista que ainda levamos muitos equipamentos fotográficos. 

SUGERIDO

  • Um conjunto térmico também conhecido como segunda pele para pernas e braços. A segunda pele para as pernas pode ser uma calça de lycra mais grossa por exemplo.

  • Uma camisa de manga comprida. Grossa de algodão ou flanelada seria perfeito...

  • Um casaco de manga comprida. Aquele de lã grossa ou um fleece mais parrudo...

  • Um casacão power para ir por cima de tudo.

  • Se tudo acima tiver gola alta, é ponto extra.

  • 3 camisa.

  • Uma calça para frio de preferência sintética, que irá por cima da segunda pele.

  • E acessórios para frio. Touca, luva, meias grossas, cachecol… Invista no seu conforto térmico para poder nao ficar no stress do frio e se concentrar/aproveitar o momento.

  • Uma  bermuda para o o domingo de manhã. Preferência para calças que viram bermudas. Caso esteja um sol lindo, dá para usar.

  • Um tênis/bota confortável de preferencia não telado para segurar um pouco o calor a noite.

  • Chinelo

  • Lanterna - item super necessário e muitas vezes esquecido. Qq lanterna simples, de preferência de cabeça e com luz vermelha, apenas para acessarmos o equipamento no escuro.

  • Levem toalha. O local não fornece! 

 

- Um pedido para quem tem (não é obrigatório): saco de dormir. O refúgio possui roupa de cama (cobertor, lençol e travesseiro) mas convenhamos que lavar 10-11 cobertores sem ser em um esquema industrial não é uma tarefa fácil. Então esse pedido é para facilitar a vida do pessoal do refúgio. Quem tiver, leva. Quem não tiver, usa os cobertores de lá. Como muita gente vem de fora, se isso for atrapalhar a sua bagagem (que pode ser de mão), relaxe. Foque na parte de "não ser obrigatório".

FRIO

Bom, pela sugestão de mala vocês já entenderam que é frio né? Estou sendo enfático pois, tirando o Sul, para a maioria dos brasileiros e para 110% dos cariocas, 19 graus é frio. E lá é frio de verdade. Pode fazer 10 graus ou menos fácil fácil. Lembrando que tradicionalmente fazemos essa expedição no inverno (Maio, Junho, Julho e Agosto). Aquele seu moletom surrado não vai te ajudar, pelo menos não sem uma boa técnica.

Técnica é a teoria da cebola. Aquele seu moletom velho não vai te ajudar mas só aquele seu casacão mega power também não. O macete é ir colocando camadas como as cascas de uma cebola. E por isso a segunda pele, uma camisa de algodão por cima, uma casaco mais encorpado por cima e um power por cima de tudo. Embaixo a mesma coisa: calça segunda pele, se muito frio outra segunda pele e uma calça fechando tudo.

Lojas como a Decatlhon, NetShoes e a Loja de Inverno vendem e não são caras. Quem não quiser comprar, pode ser substituído, com menor eficiência, por camisas justas de algodão de manga comprida e calças de lycra

Os acessórios não são luxos ok? Tocas, luvas, cachecol, meias grossas te ajudam a atingir um conforto térmico legal e uma vez que isso aconteça, toda sua concentração passa a ser na foto.

EQUIPAMENTO

O imprescindível para que suas imagens aconteçam é um tripé e é desejável um disparador remoto.  Sem ele, o startrail (aquelas fotos com rastros de estrelas) não acontece ou acontece com muita dificuldade. Esse disparador remoto pode ser do mais simples ou pode ser um intervalômetro. Desejável apenas que tenha trava de botão, vide foto. Algumas cameras possuem um intervalômetro interno. Verifique no seu modelo. De qualquer maneira eu indico adquirir um.

O ideal é que sua câmera seja uma reflex/mirrorless com uma grande angular clara. Se for uma compacta, a possibilidade de você fazer fotos boas continua alta mas em algum momento seu equipamento irá te limitar.

NOTEBOOK

Seria bem proveitoso na nova formulação da nossa expedição que os integrantes levassem seus computadores. Levarei algumas imagens próprias para no sábado, momentos antes de fotografarmos, já colocarmos a mão na massa com esses arquivos, de forma que vcs entendam o conceito por trás das imagens, mesmo antes de executa-la. Um material de apoio didático, tambem será repassado para que vocês acompanhem em seus próprios computadores.

CELULAR

Não existe sinal de celular na área. Essa é a regra. A exceção é que uma hora ou outra um sinal aparece de maneira intermitente. Caso alguém precise se comunicar com você, orientem que enviem mensagem (o bom e velho torpedo). Apesar de não ter sinal, no momento, temos sinal de internet. Então o onipresente whatsapp funcionará.

 

CARDÁPIO

A comida é caseira, farta e feita na hora com muito carinho. 

Todas as refeições acompanham refresco de frutas. Água disponível durante todo tempo a vontade.

Cerveja artesanal local, tradicional, puro malte e super saborosa, paga a parte. R$25. Apenas dinheiro. Aqui vale uma ressalva: caso queira comprar algo na região, nenhum estabelecimento aceita cartão. Nesse caso, levem dinheiro.

Veganos, vegetarianos, intolerantes a gluten e qualquer outra restrição alimentar, por favor, deixem-nos saber com antecedência.

PONTO DE ENCONTRO 

Nosso ponto de encontro fica no Aeroporto Internacional Tom Jobim > terminal 2 (novo) > térreo (desembarque), em frente a porta A (esse detalhe é importante).

Em frente a porta A, do lado de dentro, tem um um pequeno café chamado “Kafé”. Em frente a ele existem algumas mesas. Nosso ponto de encontro é ali. Estrategicamente com banheiro ao lado, caixa eletrônicos, ar condicionado, segurança, mesas e lanchonetes. E já na saída do caminho que faremos rumo ao Três Picos Indizível.

Espero vocês às 8h de sábado.

Dependendo da dinâmica, o valor do ubber sairá o mesmo do estacionamento. Então, para quem vem de carro e quer deixar no estacionamento, confira a tabela no site oficial clicando aqui.

DEPOIMENTOS E PÍLULAS:

Professor de física, matemática, Astronomia e ciências há 22 anos. Diretor do Planetário de Nova Friburgo, ex piloto comercial e torcedor do Flamengo, mas só quando ganha... Pai do Ulysses, o telescópio azul atrás dele, e do Olhão, a direita dele, destaque na foto ao lado e que nos acompanha em campo durante nossa viagem (tanto o Reinaldo quanto o Olhão).  Foto de telescópio: Kariane Pontes

PERGUNTAS FREQUENTES:

1) Não tenho um super equipamento profissional mas gosto de fotografia. Posso ir?

Pode. A idéia dessa viagem não é ser somente um workshop e sim uma viagem em que as pessoas tenham em comum o gosto pela fotografia, por um céu espetacular e entre uma coisa e outra, se junte para dar risadas . Além das orientações teóricas, eu estarei lá para auxiliar na prática. Planejaremos algumas imagens, teremos um roteiro pré-estabelecido em alguns momentos mas todos são livres para fotografar como, quando e se quiserem (desde que respeite a parte planejada).

 

Além disso teremos as estrelas e as orientações de Reinaldo Ivanicska, diretor do Planetário de Nova Friburgo, a visita de nossas amigas siriemas, a pizza artesanal e todas as risadas que nos acompanham. Não é um passeio estritamente para fotógrafos profissionais..

 

2) Esse Parque Estadual dos Três Picos é bacana mesmo?

O parque é referência para a prática de montanhismo e considerado o paraíso dos escaladores. Além de apresentar belos cenários, ostenta um dos mais extraordinários conjuntos de montanhas de todo o país.

O seu nome evoca o imponente conjunto de montanhas graníticas denominado de Três Picos (Pico Menor, Médio e Maior). Este afloramento rochoso, de aproximadamente 2.316 m de altitude, localizado entre os municípios de Nova Friburgo e Teresópolis, é o ponto culminante de toda a Serra do Mar sendo o maior parque estadual do Rio de Janeiro.

 

3) Mas o Parque sendo tão grande, ficaremos exatamente aonde?

Ficaremos na região do Parque que pertença ao município de Nova Friburgo (apesar de ficar distante de), no localidade conhecida como Salinas. São cerca de 3h até lá com os 4 km finais em estrada de terra. 

 

4) Posso ir com o meu carro e sozinho?

Não. A opção de irmos todos juntos é ninguém se perder (pois se isso acontecer, não existe sinal para pedir ajuda), seguirmos as mesmas orientações, nos ajudarmos caso alguma pane aconteça, chegarmos juntos para facilitar a logística do local entre outros detalhes.

 

5) Pensão completa. Legal mas eu não como carne!

Sem problema. O Refúgio tem algumas opções de cardápio e a alimentação tem como base o vegetarianismo. Um fim de semana de bons macarrões, queijos e quiches, com frutas e verduras frescas e orgânicas. Para quem não sabe, Teresópolis e Friburgo são responsáveis por 30% das hortaliças do Rio. Para veganos, tudo fica um pouco mais difícil quanto estamos isolados e em grupo, então precisamos combinar em detalhes mas é possível organizarmos.

 

6) Preciso de um super preparo físico para encarar essa viagem?

Não. De novo, a idéia é fazermos uma viagem fotográfica orientada entre amigos e alunos que curtam fotografia. Leve e descontraída. Se você quiser encarar uma super trilha para aproveitar a chance de estar em uma região montanhosa lindíssima, é possível providenciar um guia local para te acompanhar (a parte) mas nosso roteiro será mais genérico aproveitando locações de fácil acesso a princípio dentro do próprio refúgio. Apesar de região ser propícia, não é um passeio de trekker.

 

7) Mas pessoal, e em caso de chuva?

Mesmo em caso de chuva a viagem acontece. Quem opta por esse tipo de turismo em que as atrações são outdoor e naturais, está sujeito a esse desafio. No nosso caso, apesar de não termos as estrelas, estaremos em um local belíssimo, com boa comida, entre amigos, conversando sobre fotografia em meio a natureza, admirando seu fenômenos naturais. Como precisamos organizar toda a logística para receber um grupo, em um local isolado, com muito mais antecedência que a previsão meteorológica, não temos como trabalhar de forma diferente.​​​

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

Curtiu? Então compartilhe com os seus amigos!

Você pode enviar um email para info@flavioveloso.com ou preencher o formulário: